sábado, 30 de janeiro de 2010

Opa, esqueci amor.

- Ítalo, onde éh que tá o teu celular?

- Tá ali no computador amor, por que?

- E por que é que não atende a droga desse celular? Tu tem idéia de quantas vezes eu te liguei hoje? Umas 20,30,40 vezes, sei lá... Saiu tarde lá de casa ontem, eu pedi pra você me ligar e você não me ligou, que merda.

- Minha filha eu ía te ligar, mas eu cheguei em casa e meu celular tava descarregado e pensei que não tivesse problema se eu não te ligasse, por isso não me precocupei em botar pra carregar.

- Tu não botou o celular pra carregar por preguiça ÍTALO LEMOS? E hoje o dia todo, por que já ta de noite e você colocou pra carregar agora por que? Por que você não ligou o celular? Já vi que a minha preocupação foi e vão.

- Meu amor deixa eu te explicar uma coisa: Eu prometi pra mim mesmo que eu não ía mais brigar por besteira. Cala a boca, deixa eu terminar de falar, odeio quando você me interrompe. Já te expliquei que tava descarregado, não me toquei de que você ía ficar preocupada e hoje eu não tava afim de falar com ninguém, algum problema nisso? Acho que não minha filha. E se eu pedir desculpas por não ter ligado e dizer que amo você acima de qualquer coisa você me dá um sorriso e melhora essa cara?

(Sorrisos)

- Vai melhorar a cara? Cuidado com as rugas meu amor...

(Mais sorrisos)

- Eu te amo.

(Milhares de sorrisos)

video

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Acordo entre os sexos.


Todo mundo diz que as mulheres são complicadas, confusas e que nunca sabem o que querem e as vezes elas querem tudo ao mesmo tempo. São cheias de transtornos emocionais e quando estão com raiva quebram tudo. Mas esses dias eu estava aqui pensando, tentando ser um pouco racional e acabei descobrindo que homens e mulheres são exatamente iguais e se duvidar os homens ainda conseguem ser muito pior do que as mulheres. Homem mente pra ser o maioral, mulher mente pra escapar das coias que aprontam e ainda dizem que mentir não é necessário. Pra elas não é necessário quando os homens mentem. Homens se vestem pra chamar a atenção de todo mundo e mulheres se vestem pra chamar a atenção de todo mundo e mais um pouco. Homens são de marte e mulheres também e essa coisa de dizer que homens tranzam e mulheres fazem amor é uma mentira de ambos os sexos, por que homem também ama quando tranza e mulher também goza quando faz amor, e toda mulher, que é mulher de verdade gosta mesmo é de uma boa sacanagem. "Meu amor, minha vida, você é tudo pra mim" só rola na primeira vez e olhe olhe. Os homens por sua vez quando se julgam profissionais, capazes de satisfazer qualquer mulher, se tornam tão egoístas a ponto de só se satisfazer que acabam se esquecendo do que tanto prometem, e os homens não são tão fogosos quanto aparentam ser. As mulheres é que querem o tempo inteiro, uma, duas, três vezes por noite e é sempre querendo mais. Claro que nós homens adoramos isso, mas nem sempre nós queremos e isso é fato cientificamente confirmado. O fato é que homens e mulheres são exatamente iguais, farinha do mesmo saco. Por que só homem é que não presta? Mulher também não trai? Por que só a mulher é mais sensível? Homem também não tem coração? Esses paradigmas já estão fora de moda, e é muito comum hoje, um casal rachar a conta, afinal, homem também faz compras e mulheres também ganham dinheiro.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Quem me viu? Todos. Quem me vê? Ninguém.


É incrivel como algumas coisas permanecem iguais, imutáveis. Me surpreende a maneira como as pessoas ficam cegas diante de novos fatos, e aumentam o grau de visão pro que já passou. É fácil dizer quando erramos, mas reconhecer quando fazemos algo bom ou correto é outra história. É necessário provar pra todas as pessoas que te cercam, e que deveriam te conhecer muito bem, que você mudou, amadureceu, cresceu por fora e principalmente cresceu por dentro. Eu cresci por dentro. Atitudes que tomava antes, falhas que eu cometia antes, hoje eu não cometo mais, mas sempre as falhas de antes são possíveis falhas futuras pra essas pessoas que não percebem como eu sou agora. Não é tão difícil de entender, trocando em miúdos eu quero dizer que se você faz algo errado hoje, por menor que seja, sempre vai ser lembrado nas ocasiões mais incovenientes, mas se você faz algo bom, passa despercebido. E mesmo que você tenha mudado, que tenha aprendido com as coisas erradas que você fez, nunguém nunca vai reconhecer. Difícil entender as pessoas, pois se somos levianos, somos levianos, mas se mudamos, continuamos sendo levianos. É esse tipo de pensamento pequeno que faz com que as pessoas continuem com os defeitos sem tentar mudar. As pessoas precisam, necessitam ser reconhecidas pelo que fazem. É como se fosse um estímulo pra mudar pra melhor cada vez mais. Mas se mudamos e as pessoas não reconhecem, mudar pra que? Pela satisfação pessoal? Mudar por algo maior? A única coisa maior é o fato de ser lembrado sempre pelas suas falhas e não pelas suas vitórias.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Fui adotado por um cachorro.


Ontem aconteceu uma coisa meio esquisita, intrigante talvez, ou até mesmo questionável. A noite quando eu voltava da casa da minha namorada, já tarde, quando eu passei por uma avenida perdo da minha casa eu vi um cachorro, o cachorro me viu e também e saiu correndo na minha direçao. Fiquei até com medo, achando que ele avançaria em mim, mas não, chegou perto e depois eu não o vi mais. Quando eu cheguei em casa, meu pai perguntou que cachorro era aquele, sendo que, até então, eu não tinha percebido que o cachorro tinha me seguido até em casa, mas a pergunta é: por que aquele cachorro me seguiu? Enfim, a minha rua ainda estava movimentada, tinham uns vizinhos sentados lá fora, e uma delas deu comida e água ao cachorro, mas segundo eles, quando eu entrei em casa, o cachorro começou a latir desesperadamente olhando pro portão, latia sem parar a ponto de incomodar os vizinhos e ele só parou de latir depois que eu saí. Fiquei meio impressionado com aquilo e confesso que nunca tinha visto algo parecido. Mas eu já tenho uma cachorra e não pensava em ter outro animal, mas quando eu entrei em casa o cachorro entrou também, eu já não sabia mais o que fazer com ele, e resolvi colocá-lo pra dentro de casa. Coloquei uma vasilha de água na área, deixei ele lá e fechei a porta. Depois que eu fechei a porta fiquei com pena e fiquei até com medo dele sair, então abri, coloquei ele no quintal pois era mais seguro. Da janela de um dos quartos da casa, eu fui olhar pra ver como ele tava, pois parecia cansado, com umas feridas como se tivesse apanhado. Pode parecer meio estranho, paranóia, coisa de gente louca, mas ele me olhava de um jeito tão esquisito; era um olhar meio triste, como se quisesse me falar ou me pedir alguma coisa, sei lá. Só sei que as vezes me sinto mal e com um certo medo quando to olhando pra ele. Mas deixei ele no quintal e quando acordei, fui levá-lo ao Pet Shop pra dar um banho pois o cheiro não tava dos melhores. Quando cheguei lá descobri que era uma cachorra, e a batizei de PERSEGUIDA. É eu sei que é um nome um tanto quando diferente e engraçado, mas eu tinha que colocar um nome assim pra compensar a tensão que eu sinto quando olho pra ela. Agora é esperar ela voltar, pra ver se volta com um aspecto melhor, mas já faz parte da família.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Se liga que uma hora eu canso.

Já pensou se eu fizesse as coisas do mesmo jeito que você faz? Sei que eu não sou uma pessoa fácil mas se eu fosse exatamente igual a você, já imaginou como seria? Pois agora tenta se colocar no meu lugar. Eu já tô saturado de todo mundo me dizer que eu não sei pelo que você passa, que eu não sei as coisas que você tem que suportar por minha causa. Quero ver se alguém fala das coisas que tenho que engolir. Quero ver se alguém fala quando você sai com as suas amigas, não me diz nada e eu aqui sem saber por onde você anda. Mas não, eu sempre sou o culpado, eu sou sempre o que não merece confiança, eu sou sempre o que ta errado, o que faz tudo errado, o que tem um passado que condena. Eu quero é que se foda o meu passado, eu quero é que se foda as minhas atitudes e quero que se foda todo mundo que só presta atenção no que você diz e pelo que você passa. Eu quero é que se foda todo mundo que enche a boca pra dizer que sabe de tudo do nosso relacionamento mas num sabe nem da própria vida. Eu ja to cansando e não espere que eu canse de verdade, por que se eu cansar, não vai ter mais nada que me impessa de fazer o que me der vontade.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Com sabor de fruta.

Vamos comer o mundo com sabor de fruta esmagada.
É esse o sabor que o mundo tem pra quem ainda
não aprendeu a não deixar o fruto cair.
Vamos comer as pessoas com sabor de fruta podre.
Esse é o sabor que as pessoas tem pra quem ainda
não aprendeu a ver a parte boa de cada coração.
Vamos comer a vizinha gostosa com sabor de fruta no alto do pé.
Esse é o sabor da vizinha gostosa pra quem prefere
se masturbar olhando pra ela na janela.
Vamos comer o amor com sabor de fruta amarga.
Por que esse é o sabor do amor pra quem não sabe amar.
Vamos comer o sexo com sabor de pouca fruta.
Pois esse é o sabor do sexo pra quem tranza com qualquer um.
Vamos comer o dinheiro com sabor de fruta doce.
É o sabor do dinheiro pra quem não sabe de onde ele vem.
Vamos comer maçã com sabor de fruta proibida que vende em todas as esquinas.
Vamos comer alegrias pra desentalar a tristeza.
Vamos engolir mãos que desatem os nós nas gargantas.
Que tal comer o vento pra aliviar o calor do corpo?
E o que achas de comer sal pra chorar lágrimas de açúcar?
E o que pensa sobre não comer?

domingo, 3 de janeiro de 2010

Foi o que sobrou.


Antes de escrever esse texto eu estava aqui em frente ao computador, olhando umas fotos antigas de amigos e lembrando de algumas coisas boas, e algumas coisas ruins também que aconteceram conosco e de repente me deu uma tristeza...Como se algo que eu estimasse muito estivesse se desfazendo, como uma flor num vento forte que aos poucos vai ficando despetalada. Mudou tudo, mudaram todos, e não era assim que eu planejava o futuro com as minhas amizades. Nós amadurecemos esquendo das coisas boas que passamos e que agora parecem não querer se repetir. É como se tudo tivesse passado de uma fase e entrado em outra. Uma fase egoísta, mesquinha, uma fase adulta, uma fase que derruba as máscaras que a união da nossa amizade segurava. Será que isso é uma coisa boa? A maneira insegura como eu redijo esse pensamento me mostra que não. E não há nada que eu possa fazer a não ser tentar resgatar pra mim o que resta das pessoas que me faziam sorrir. Tentar resgatar um pouco daquela convivência agradável, que hoje parece ser apenas conveniente, as vezes até suportável, aquela coisa que se compara a uma última opção. Mas isso não é culpa minha, e também não é culpa deles. É culpa do tempo pesado demais, que veio com toda a força e derrubou a confiança. É culpa até dos novos ventos, que trouxeram uma brisa agradável e escondiam uma tempestade de falsidade misturada com hipnose, fazendo com que não enxergássemos quem realmente estava na nossa frente. Desculpem o desabafo no final, mas ele foi necessário e tem "sim" uma pessoa a quem se direciona.